PADROEIRA

NOSSA SENHORA DO PERPÉTUO SOCORRO

Também muito conhecida como “Maria, Mãe de Deus”, Nossa Senhora do Perpétuo Socorro é uma das santas mais populares no Brasil principalmente por suas novenas perpétuas, geralmente realizadas às quartas-feira.

No último dia 27 de junho comemoramos o dia de Nossa Senhora do Perpétuo Socorro, uma santa que tem muitos devotos e uma história emocionante que teremos o prazer de compartilhar aqui com vocês.

A imagem de Nossa Senhora do Perpétuo Socorro que hoje veneramos, apareceu em forma de pintura-quadro e segundo relatos, pintada pelas mãos de São Lucas. Além de médico e escritor, Lucas também era pintor e as pintura feitas por ele eram muito mais do que um simples retratos. Por conta de sua herança grega, ela contém simbolismos e significados escondidos além de uma forte carga de emoção e verdade por trás da beleza da arte.

História

Em 1496 essa pintura, que encontrava-se em uma igreja da Ilha de Creta. Um homem, pensando em conseguir algum dinheiro com a venda dela, a roubou e levou-a para Roma. Durante o trajeto, pelo rio, conta-se que ele e sua tripulação só foram salvos devido a intervenção de Nossa Senhora do Perpétuo Socorro.

O homem em questão, um comerciante de Roma, ficou muito doente e a beira do leito de morte se arrependeu de seu feito e pediu para um amigo devolver o quadro a uma igreja. O quadro ficou em posse de sua família, principalmente por vontade da esposa do homem e foi aí que Nossa Senhora do Perpétuo Socorro interviu e fez algumas aparições pedindo para que a imagem fosse levada a uma Igreja.

Tal ação só aconteceu quando Nossa Senhora apareceu para a filha caçula da família onde com os dizeres “Avisa à tua mãe que Santa Maria do Perpétuo Socorro quer que a tireis desta casa.” Em uma outra ocasião, Nossa Senhora também pediu que o quadro fosse levado a Igreja de São Mateus. E foi aí que, em 1499, seus pedidos foram finalmente atendidos e a imagem foi encaminhada para lá.

A história de Nossa Senhora do Perpétuo Socorro se espalhou de tal maneira que no caminho da casa da família até a Igreja de São Mateus formou-se uma enorme procissão para acompanhar a imagem e demonstrar sua fé e devoção e já era esperado que o local tornou-se um lugar sagrado de peregrinação de vários fiéis que diziam-se agraciados pelas intenvenções e milagres de Nossa Senhora.

Mas no final do século XVIII a Igreja foi destruída e tomada pelos franceses e o quadro de Nossa Senhora do Perpétuo Socorro foi levado para outro lugar. Foi então que em 1866 a imagem foi confiada pelo Papa Pio IX aos Padres Redentoristas para ficar no mesmo local onde a Igreja de São Mateus foi destruída.

No local da igreja destruída ergueu-se uma nova Igreja e também a proposta de renovação de fé e propagação da imagem de Nossa Senhora do Perpétuo Socorro. Para que o objetivo fosse cumprido, o Papa ainda mandou fazer algumas cópias da imagem e espalhou-as entre outras igrejas para que sua popularidade aumentasse ainda mais e desde então não parou mais.

Rolar para cima